quinta-feira, 13 de setembro de 2012

EU NÃO ESPEREI

eu não esperei a noite deitar
me deitei primeiro
fui mais ligeiro
no quarto a morena gostosa estava
na cama quente e macia
meu desejo agora ela alivia
não mais importa o tempo
eu não esperei pela noite
queria o amor ainda de dia
como fogo que ali ardia
meu mundo ali era outro
eu não esperei que ela chamasse
caí direto em seus braços
apertei o nó em nossos laços
para que o tesão não fugisse
eu não esperei muito tempo
para fazer este poema
o amor é sempre meu lema
 

Um comentário:

  1. Parabéns Moacir! Excelente blog! Gostei muito das suas poesias

    ResponderExcluir