sábado, 14 de abril de 2012

AH! SAUDADE

na parede da sala um retrato
no coração amargurado uma saudade
há tempo não sei o que é felicidade
volta e meia me deparo com a tristeza
me atormenta e não sai do meu lado
quer me ver fora de mim, descontrolado
sabe da minha fraqueza e se aproveita
fazendo com que nunca esqueça esse amor
que partiu para o além deixando a dor
em um coração apaixonado, em frangalhos
resta agora dribrar a saudade e viver
esperar o tempo passar e esquecer
ah! saudade que sufoca e me faz chorar!
queria poder te dominar, jogar no chão
ah! saudade, por que não sai do meu coração?

Um comentário:

  1. Saudade que não acaba com o passar do tempo.

    Belas palavras sr. Moacir!

    ResponderExcluir