sábado, 24 de maio de 2014

ACRÓSTICO PARA O DESESPERO


Depositei meus sonhos diante do futuro
Esperanças não me faltaram, eu sabia 
Seria a chance de sair do escuro 
Esperar que a minha estrela guia 
Surgisse e me tornasse mais maduro 
Perpetuasse minha vida, que bom seria
Escutar a melodia que sempre aturo 
Retribuindo para outros a minha alegria
Ordenando que morra aquele homem imaturo

Um comentário:

  1. Muito bom seu Acróstico, poeta! Boa tarde!! Grande abraço!!!

    ResponderExcluir